Publicidade

Publicidade

Pesquisar este blog

GRAJAÚ: Irmã contesta versão da policia sobre crime em troca de tiros no povoado Desterro.


A jovem Tainara Sousa Pereira irmã do jovem conhecido como Rui, que foi morto no povoado Desterro segundo a policia durante uma troca de tiros, contestou a versão dada pela policia à imprensa e, procurou os meios de comunicação para dar a versão da família sobre o caso, a jovem é esta da foto.

No programa do “Rei das Onze” de Nonato Andrade na radio da cidade, a jovem disse o seguinte: “ Tudo que estão falando ai 90% é mentira, a policia foi dentro da casa do meu pai executaram meu irmão, sem chances de defesa de nada, em primeiro lugar meu irmão não tem nada haver com o roubo desta moto. Porque nós temos testemunhas no povoado, que meu irmão estava realmente no povoado Vera Cruz, por volta das 09h30min um morador do povoado embarcou meu irmão no carro dos alunos, ele foi com os alunos desceu e foi pra casa de meu pai, ficou assistindo TV, jantou meu pai estava lá em casa e ele foi deitar.

Estavam deitados quando bateram na porta, quando meu pai abriu a porta falaram que era a policia e, perguntaram se tinha um bandido lá o Rui, meu pai falou que ele estava dormindo. Quando meu pai falou que ele estava dormindo, que ele ouviu que era a policia ele levantou da cama e pulou pela janela e saiu correndo, a policia pegou ele arrastou como animal levou para o terreiro e, o executou com um tiro na testa. Em momento algum teve reação porque não houve tempo, a espingarda do meu pai é de uso da roça, depois que executaram meu irmão foram lá na cama revistar o local onde ele estava dormindo e, viram a espingarda que estava dependurada por cima da cama do meu pai, pegaram a espingarda meu pai pediu pra não levar porque era espingarda dele da roça.

Eles falaram que não que iam levar e que ele pegasse depois na delegacia, não tinha cartucho a espingarda de forma alguma e, eles trouxeram a espingarda arrastaram meu irmão jogaram dentro da viatura, ainda foram no Vera Cruz demoraram uns 20 minutos porque foram deixar o Sr. O proprietário da moto, que falou que meu irmão tinha roubado a moto, em momento algum ele viu que meu irmão roubou a moto ele apenas tirou dedução, que tinha sido meu irmão veio atrás da policia e foram lá, só quem em momento algum, quando se liga de lá falando em roubo de moto a policia nem lá não vai e, dessa vez eles foram lá e, eles não foram atrás de moto eles foram para matar o meu irmão dentro da casa de meu pai sem chances de defesas, porque até mesmo se meu irmão tivesse fugindo agente sabe que de acordo com a lei, eles tem que atirar da cintura pra baixo e não na cabeça.

Pegaram meu irmão e foi à queima roupa na testa e ele já estava imobilizado, não houve troca de tiros de forma alguma e eles colocaram lá como se tivesse, vizinhos da BR viram quando o carro passou sem sirene ligada nada, acharam que era até eu mesmo que estivesse indo lá. Em momento algum ninguém viu ele pegando essa moto e seu Elidone tirou a dedução dele e levou a policia lá para matar o meu irmão, o meu irmão sim era fugitivo, porque ninguém nunca denunciou nada, falaram lá no povoado Vera Cruz que os mesmos policiais estavam acobertando um assassino, meu irmão nunca matou ninguém e, ele foi preso por roubo de celular e ele estava na casa do meu pai, meu pai acolheu ele lá porque ele é pai. Ninguém nunca denunciou ele porque ele não mexia com ninguém, ele estava lá na casa de meu pai, nunca roubou nada de ninguém lá nunca matou ninguém, pra eles chegarem lá desta forma. Se eles estavam indo averiguar o furto de uma moto, eles tinham que ter prendido ele e ter trazido para averiguações, mas eles não foram lá pra isso.

Eu não estou de forma alguma julgando a policia como muitos dizem que a policia é isso é aquilo não, eu defendo o trabalho da policia da policia honesta, não dessas pessoas, que se dizem policia e são assassinos vestidos de fardas, porque pra mim são assassinos, não são policiais. Eu defendo a policia que haje e trabalha dentro da lei, meu irmão era certo? Não era mais de forma alguma eles como defensores da lei, eles tão lá pra defender, pra nos defender e cumprir a lei. Eu sou a favor que ele pagasse pelo que ele fez, contra eu fui, mais eu jamais teria coragem de denunciar meu irmão e levar a policia lá pra trazer ele. Mas se eles descobriram onde ele estava e foram buscar ele, que cumprisse a lei, mas não desta forma, porque no Brasil nós não temos pena de morte e eles não são aptos pra matar ninguém. Que eles trouxessem ele e que a justiça fosse feita, eu não condeno a policia de forma alguma, eu condeno essas pessoas que são vestidas de fardas e são assassinos.

 O Sargento Figueiredo deu uma versão que não tem nada haver, eles colocaram lá que a moto tinha sido furtada na delegacia, eu vi um depoimento lá, que o roubo da moto tinha sido por volta das 21h00min e neste horário por volta das 21h390min meu irmão estava desembarcando, estava no carro dos alunos, tem os alunos de testemunhas, tem a pessoa que embarcou meu irmão pra casa do meu pai e, ele estava dormindo quando essas pessoas chegaram lá, que pra mim não são policiais essas pessoas, são assassinos vestidos de farda.

Eu não estou defendendo meu irmão porque ele foi errado eu estou defendendo a forma que ele foi assassinado na frente do meu pai, praticamente só estava meu pai lá, eles achavam porque meu pai é pobre é da roça e, fizeram isso tudo com meu pai. Meu pai não teve coragem de ir olhar lá, depois eles pediram uma rede pra o meu pai, dizendo que ele estava baleado e eles o trariam para o Hospital.
Meu pai deu a rede e não teve reação, ele estava lá sozinho porque eles poderiam menos ter dito seu filho foi baleado e nós vamos levar você e seu filho para o Hospital, trouxeram meu irmão como indigente, por acaso tinha um conhecido nosso no hospital e entrou em contato comigo pela manhã pra eu ir reconhecer ele lá na pedra, chegou lá como indigente como um nada, como se ele não tivesse família, foi isso que eles fizeram.

E falar pras pessoas que tanto julgaram meu irmão e julgam, que ninguém tem o direito de tirar a vida de ninguém, só Deus tem o direito de tirar a vida das pessoas e, essa forma que eles tiraram a vida de meu irmão na frente de meu pai dessa forma, pra mim são assassinos. Minha mãe chegou ontem de Goiânia esta lá, hoje é aniversario dela, então o que ela ganhou de presente? Ela ganhou o enterro do filho dela, então eles não mataram um bandido, eles não mataram um assassino, eles mataram um irmão, eles mataram um filho e sabe essa dor ela não vai passar nunca. Porque meu irmão era errado ele tinha que pagar pelo que ele fez, mais não dessa forma e, eles não eram pessoas habilitadas pra tirar a vida do meu irmão.

Que a justiça se encarregasse disso, só quero dizer pras pessoas que é muito fácil você apontar o dedo na cara do vizinho, dizer que meu irmão era bandido, mas não é assim que as coisas acontecem, agente só sabe a dor, só sente ela quando ela está dentro da casa da gente, quando está na tua porta que as pessoas pensem duas vezes antes de julgar.
Parabenizar a policia pela ação, falaram que tinha sido uma Bros que tinha sido furtada então as pessoas tem que ver, a policia que faz seu trabalho defende a sociedade os meus aplausos vão pra ela, mas não pra essas pessoas que vestem uma farda e se diz ser policiais porque eles não são, de forma alguma eles não são policiais, policiais são aqueles que fazem cumprir a lei. Eu jamais vou generalizar a policia pelo que aconteceu, mais o que aconteceu foram três pessoas vestidas de fardas, três assassinos que foram na casa do meu pai e tiraram a vida de meu irmão, apesar do que ele fez não podia morrer desta forma”. Finalizou Tainara.

Todo este relato na integra, foi falado por Tainara na Rádio da cidade e que também procurou o De Olho em Grajaú para dar a versão da família. O De Olho em Grajaú comunica aos que não entenderem ou não sabem interpretar o texto, que todo esse relato saiu da boca da irmã da vitima, para que não interprete que a imprensa está distorcendo as informações e atacando a policia.

A cidade inteira e o país por ondas via internet ouviu a entrevista de Tainara e, a nossa redação gravou os fatos para poder publicar a reportagem.

Abaixo o link que leva à matéria anterior, onde ocorreu a versão da policia sobre a morte de Rui.





0 comentários:

MAIS POPULARES.

LOJA INFORWORK INFORMATICA.

TORRES CONSTRUÇÕES

TORRES CONSTRUÇÕES
AV. Hilton Nunes nas proximidades da reseidência do Sr. José das Graças, via de acesso ao terminal Rodoviário.

PIZZARIA: EM NOVO ENDEREÇO, BR 226 AO LADO DO HOTEL CONFIANÇA.

PIZZARIA: EM NOVO ENDEREÇO, BR 226 AO LADO DO HOTEL CONFIANÇA.
Entrega Domicilio.Entre em contato pelos telefones e peça já a sua. (99) 8165 1020, (99) 8437 4473, (99)9120 8333, (99)8837 2398.

PIZZA DE TODOS OS SABORES

PIZZA DE TODOS OS SABORES

PAPELARIA ABC

PAPELARIA ABC
Completo sortimentos em material escolar e escritório em geral e informática.

MOTO SHOW PEÇAS E ACESSÓRIOS

MOTO SHOW PEÇAS E ACESSÓRIOS
AV. Amaral Raposo N° 826-A BR 226 Bairro Canoeiro Fone (99) 3532 8481

DRª CLÁUDIA CRISTINA C. CARVALHO

DRª CLÁUDIA CRISTINA C. CARVALHO
FONE (99) 3532 6131

ALEXANDRE CABELEIREIRO

ALEXANDRE CABELEIREIRO
Centro de Grajaú próximo ao Posto Vitorino Freire.

PIZZARIA ESPERANÇA

PIZZARIA ESPERANÇA
AVENIDA HULTON NUNES RODOVIÁRIO.

BABBALOO CABELEIREIRO

BABBALOO CABELEIREIRO
Localizado na Rua da Mangueira.

..

..
.

CHAVES TATTOO NOVO ENDEREÇO.

CHAVES TATTOO NOVO ENDEREÇO.
No Chaves Tattoo Studio sua imaginação vira arte, estamos localizados em novo endereço Rua Humberto de Campos no Bairro Canoeiro nº 173 A telefones (99) 99186-9614. aceitamos todos os Cartões. Grajaú-MA

TODOS OS TIPOS DE DESENHOS PARA SEU CORPO, TUDO HÁ SEU GOSTO.

TODOS OS TIPOS DE DESENHOS PARA SEU CORPO, TUDO HÁ SEU GOSTO.
.